Sinalização de Emergência contra incêndio

Escrito por Vítor Fernandes

Diretor na OFOS com mais de 10 anos de experiência no mercado de prevenção e combate a incêndios

A sinalização de emergência tem como principais características alertar para riscos existentes na edificação e indicar a localização dos equipamentos de combate a incêndio. Dessa forma os ocupantes podem, através dos símbolos e cores evacuar o local e agir para combater as chamas.

Ao longo deste texto você ficará por dentro dos tópicos mais importantes que envolvem este tema, e saberá como aplicar corretamente em seu imóvel:

  • O que é a sinalização de emergência?
  • Importância das placas sinalização de emergências;
  • Tipos de sinalização de segurança contra incêndio e pânico
    • Sinalização de emergência básica;
    • Sinalização de emergência complementar;
  • Características da sinalização de emergência;
  • Regras para a instalação de placas de sinalização de emergência;
  • Imóveis que devem possuir a sinalização de emergência contra incêndio;
  • Dicas de conservação das placas de prevenção e combate a incêndio.

O que é a sinalização de emergência?

A sinalização de emergência contra incêndio nada mais é do que um conjunto de placas, símbolos, mensagens e faixas de cores. Apesar de ser o mais simples e básico de todos os sistemas de prevenção e combate a incêndio, é de extrema importância.

A sinalização de emergência não é de exclusividade da prevenção a incêndios. São muito utilizados em obras e fábricas por exemplo para alertar sobre riscos e lembrar do uso de EPI – Equipamento de proteção individual.

Importância das placas sinalização de emergências

Apesar de ser considerada uma medida passiva, a sinalização contra incêndio e pânico é de extrema importância. Através delas incêndios e situações de risco podem ser evitadas e rotas de fuga podem ser identificadas rapidamente, permitindo a evacuação do imóvel. Além disso, os equipamentos essenciais de combate ao fogo podem ser identificados mesmo em meio a fumaça e o caos, permitindo o combate às chamas.

Vale lembrar o caso famoso da Boate Kiss, em que a falta de sinalização da rota de fuga e o excesso de fumaça, impediu que os ocupantes conseguissem achar a rota de fuga. Muitos acabaram no banheiro ao invés da saída e morreram asfixiados com a fumaça. Com um baixo investimento financeiro, muitas vidas poderiam ter sido salvas, se o local estivesse devidamente sinalizado.

Tipos de sinalização de segurança contra incêndio e pânico

Segundo a NBR 16820:2020 as placas de sinalização de prevenção e combate a incêndio são classificadas como básicas ou complementares. A seguir vou explicar cada uma delas:

Sinalização de emergência básica

  • Placas de sinalização de Proibição: Servem para impedir a ação de ocupantes do edifício durante um incêndio, ou que possam acabar por causar um incêndio. Como por exemplo, não utilizar o elevador em caso de incêndio e não fumar perto de centrais de gás de cozinha.
Sinalização de emergência de proibição

Exemplos de sinalização de emergência de proibição

  • Placas de sinalização de Alerta: Como o próprio nome já diz, alerta para riscos eminentes sobre áreas ou materiais. Como por exemplo, o risco de choque, de incêndio e área com material radioativo.
Sinalização de emergência de alerta

Exemplos de sinalização de emergência de alerta

  • Placas de sinalização de Orientação e Salvamento: Servem para indicar aos ocupantes a rota de fuga mais próxima da edificação. Como por exemplo sentido de escadas, saídas e mudanças de direção.
Sinalização de emergência de orientação e salvamento

Exemplos de sinalização de emergência de orientação e salvamento

  • Placas de sinalização de Equipamentos: Indicam onde se encontram os equipamentos de combate a incêndio instalados na edificação. Como por exemplo extintores, hidrantes e botoeiras de sprinkler.
Sinalização de emergência de equipamentos

Exemplos de sinalização de emergência de equipamentos

Sinalização de emergência complementar

A sinalização de emergência complementar é um conjunto de sinalizações composta por mensagens e faixas de cor e zebradas que auxiliam a sinalização complementar. Servem para:

  • Reforçar a direção de rota de fuga, se utilizando por exemplo, de setas;
  • Indicar obstruções ou obstáculos que possam existir na rota de saída como pilares e desníveis de piso;
  • Complementar as placas com símbolos, através de mensagens escritas;
  • Indicar a existência de obstáculos transparentes, como as portas de vidro;
  • Informar condições específicas de uma edificação através de mensagem escrita;
  • Indicar a lotação máxima em locais destinados a reunião de público.

Sinalização de emergência complementar

Características da sinalização de emergência

As placas de sinalização de emergência não podem propagar chamas, tem que ser resistentes a agentes químicos e água e possuir resistência mecânica. Devem ainda, ter a informação da luminosidade e a indicação do fabricante.

As placas de Alerta, Equipamentos e Orientação e Salvamento devem, obrigatoriamente, possuir fotoluminescência durante determinado tempo. A norma que determina esse tempo é a NBR 13434-3.

Veja abaixo outras características específicas de cada uma das placas:

  • Placas de sinalização de Proibição: Devem ser redondas, com o fundo branco, pictograma em preto e faixas circular e diametral na cor vermelha.
  • Placas de sinalização de Alerta: São triangulares, com o fundo amarelo e pictograma e moldura na cor preta.
  • Placas de sinalização de Orientação e Salvamento: Normalmente são retangulares, mas seu formato pode variar um pouco. O fundo deve ser verde com o pictograma e moldura, se tiver, em branco.
  • Placas de sinalização de Equipamentos: Devem ser nos formatos quadrada ou retangular, com o fundo vermelho, com margens e pictogramas em branco.

Regras para instalação das placas de sinalização de emergência

As placas de sinalização devem ser instaladas em locais de fácil visualização, caso contrário perdem totalmente o seu propósito. Devem ser instaladas a uma altura de pelo menos 1,80m do chão. Se a visualização frontal não for possível, deve ser utilizada placas perpendiculares ou anguladas.

Falando especificamente da sinalização da rota de fuga, segundo a IT nº 20 do Corpo de Bombeiros a distância entre a saída e a placa não pode ser maior do que 15m. Para sinalização complementar da rota de saída a distância entre uma placa e outra não pode ser maior do que 3m de distância. Caso contrário, os ocupantes podem se perdem no caminho, especialmente se ocorrer uma situação com muita fumaça e baixa visibilidade.

Caso exista um equipamento instalado em um pilar – muito comum com extintores de incêndio – ele deve estar sinalizado em todas as faces visíveis do pilar.

Existem muitas outras situações e cada uma tem sua especificidade. Para se aprofundar mais sobre essas questões consulte a Instrução Técnica nº 20 do Corpo de Bombeiros.

Imóveis que devem possuir a sinalização de emergência contra incêndio

Todo tipo de imóvel e edificação, em grau menor ou maior, devem possuir placas de sinalização de emergência. Se a edificação tiver, mesmo que apenas 1 ou 2 extintores no local, os mesmos devem estar devidamente sinalizados.

O único tipo de imóvel que está isento, é a de residências unifamiliares (onde vive apenas uma família). Isso ocorre, pois, este tipo de imóvel não precisa por lei, ter o AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros ou CLCB – Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros e nem instalar qualquer tipo de equipamento de prevenção.

Dicas de conservação das placas de prevenção e combate a incêndio

  • Faça limpeza constante das placas, para que mantenham suas características originais.
  • A fotoluminescência das placas não dura para sempre. Faça a troca de tempos em tempos.
  • Confira se as placas estão firmes no local onde foram instaladas. Às vezes o material utilizado pode perder força e acabar descolando as placas.

Quer saber mais detalhes?

Entre em nosso site www.ofos.com.br e visite nossas páginas no LinkedIn, Instagram e Facebook.

Tem curiosidade de saber sobre os 15 maiores incêndios do Brasil? Acesse o link e fique por dentro!

1 responder
  1. Andrea
    Andrea says:

    Olá! Estou pesquisando a possibilidade de colocar uma empresa de vendas e recargas de extintores inicialmente. Cheguei até o site de vocês e me deu uma boa base de visão que gostaria de alcançar ao longo dos anos com minha empresa montada.. obrigada por compartilhar esse conhecimento! Queria saber da possibilidade de estreitar alguma relação com a empresa de vocês que já está firmada no mercado há mais de 30 anos.
    Sou de Sobral-CE e seria de muita valia esse contato.
    Meu número é
    88 9 97142957
    Se puder deixar o contato de alguém pra que eu possa conversar fico grata.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp WhatsApp - Fale Conosco