Pessoa usando a porta corta fogo para evacuar o edifício
Vítor Fernandes

Escrito por Vítor Fernandes

Diretor na OFOS com mais de 10 anos de experiência no mercado de prevenção e combate a incêndios

A porta corta fogo é um equipamento de prevenção e combate a incêndio, que atua como um bloqueador, impedindo e/ou retardando a propagação das chamas, do calor, da fumaça e dos gases, de um ambiente para o outro. Fornece ainda, uma rota de fuga segura os ocupantes.


O que é uma Porta Corta Fogo

A porta corta fogo, também conhecida como porta de emergência é um equipamento essencial de prevenção e combate a incêndio.

Ao longo deste material, você irá conhecer todos os aspectos primordiais que estão relacionados as portas de emergência e seus equipamentos. Verá ainda, a importância da manutenção e dicas de bom uso e conservação.

Indicação de uso das Portas de Emergência

Segundo a NBR 11742 a instalação de portas corta fogo é recomendável nos seguintes locais:

  • Nas escadas de emergência de edifícios e suas respectivas câmaras;
  • Em áreas de refúgio;
  • Em paredes utilizadas na separação de riscos industriais e comerciais e compartimentos de áreas, desde que utilizadas exclusivamente para passagem de pessoal;
  • Áreas de acesso restrito, que tenham ligação direta com as rotas de fuga;
  • Acesso às passarelas e outros locais que interliguem edifícios;
  • Portas em corredores que tenham acesso as rotas de fuga;
  • Acesso a locais de medição, proteção e transformação de energia elétrica.

Dimensões de Porta Corta Fogo

O Tamanho das portas de emergência varia de acordo com a necessidade e podem ser feitas sob medida. Mas é obrigatório que tenham largura e altura mínima de 80cm e 2,10m respectivamente. Devem respeitar também o tamanho máximo, que deve ter 2,2m de largura e 2,3m de altura.

Quando a largura da porta ultrapassar 1,2m deverá obrigatoriamente possuir duas folhas com largura igual.

A NBR 11742 limita entre 2 e 3 milímetros a tolerância nas dimensões das portas.

Tipos de Porta Corta Fogo

São 3 os tipos mais utilizados de portas de emergência:

Porta Corta Fogo Simples

É uma porta que contém apenas uma folha e pode variar de 80cm à 120cm de largura. É a mais amplamente utilizada, e facilmente encontrada em escadas de emergência de edifícios comerciais e residenciais por exemplo.

Porta Corta Fogo Dupla

É uma porta que contém duas folhas e pode ter de 120cm à 220cm de largura. Costuma ser utilizada em locais onde há grande fluxo de pessoas, como em teatros, cinemas, shoppings, casas de show, etc.

Porta Corta Fogo de Vidro

Possui as mesmas funções que as outras portas e pode ser de uma ou duas folhas. Sua utilização é uma escolha puramente estética. Essas portas de vidro devem seguir a NBR 14925. Além de vidro as portas podem ser feitas de aço inox e com acabamento em aço amadeirado.

Classificação da Porta Corta Fogo e seus usos

As portas corta fogo são classificadas em quatro classes, de acordo com sua resistência ao fogo, são elas:

Porta Corta Fogo P30

É uma porta com resistência mínima ao fogo de apenas 30 minutos. É recomendada para ser utilizada em apartamentos e edifícios residenciais. Compartimenta abertura em paredes com resistência ao fogo de 60 minutos (CF-60)

Porta Corta Fogo P60

Porta com resistência mínima ao fogo de 60 minutos. Sua recomendação de utilização é em edifícios industriais e comerciais, além do fechamento do acesso à antecâmara das escadas de emergência. Compartimenta abertura em paredes com resistência ao fogo de 60 minutos (CF-90)

Porta Corta Fogo P90

Porta com resistência mínima ao fogo de 90 minutos. Usada para a compartimentação de locais onde ocorrem medição, proteção e transformação de energia elétrica. Compartimenta abertura em paredes com resistência ao fogo de 60 minutos (CF-180). É a porta mais utilizada em edificações, sendo bastante adotadas em escadas enclausuradas.

Porta Corta Fogo P120

Porta com resistência mínima ao fogo de 120 minutos. Compartimenta abertura em paredes com resistência ao fogo de 60 minutos (CF-240)

Material da Porta Corta Fogo

As portas normalmente são fabricadas com chapas de aço galvanizado, devido sua resistência ao fogo e podem receber algum acabamento como inox ou pintura. Seu interior é revestido de material isolante térmico de alta densidade, o que garante maior resistência ao fogo.

Equipamentos que fazem parte de uma Porta Corta Fogo

Existem alguns equipamentos essenciais para o correto funcionamento das portas, os principais são:

Fechadura para porta corta fogo

As fechaduras das portas podem ser de dois tipos:

  • Fechadura para PCF de sobrepor: é instalada por cima da folha da porta, não sendo necessário cortar a porta. Isso agiliza e facilita muito a instalação, mas o ponto negativo é que não fica tão esteticamente bonita.
  • Fechadura para PCF de embutir: é instalada por dentro da porta, se fazendo de um corte na lateral. Dá muito mais trabalho na hora de instalar, mas esteticamente fica muito mais bonita.

As fechaduras também podem ter tranca com chave ou ser sem tranca. Portas que possuem tranca – como o acesso a casa de máquinas de elevadores – somente podem ser trancadas no lado externo, mantendo o lado interno livre. Portas localizadas em rotas de fuga nunca podem ser trancadas.

Dobradiça para porta corta fogo

Apesar de parecer um acessório irrelevante, as dobradiças são de extrema importância. São elas que mantem a prumo da porta, garantido seu perfeito fechamento e impedindo assim, que o fogo e especialmente a fumaça consigam penetrar por brechas.

Mola para porta corta fogo

A grande e maior importância das molas é a de impedir que as portas batam com força excessiva durante a movimentação dos ocupantes do edifício. A ação constante de bater a porta danifica os componentes impedindo seu correto fechamento e funcionamento.

Eletroímã para porta corta fogo

Os eletroímãs servem para manter as portas de emergência abertas em locais de alta circulação de pessoas. Este sistema trabalha em conjunto com a central de alarme de incêndio. E caso ocorra um incêndio, elas se fecharão automaticamente, assim que o sistema de alarme for acionado, garantindo uma rota de fuga segura. Sua instalação não é obrigatória em nenhuma situação, mas é altamente recomendável, para preservar as portas e dar segurança aos ocupantes.

Barra Antipânico

É um dispositivo de destravamento das portas de emergência que funciona no sentido de abertura da porta. Serve para conferir maior agilidade na desocupação dos ocupantes em caso de incêndio. É possível abrir a porta se usando apenas do peso do corpo sobre a barra.

Segundo a NBR 11785 deve ser o único dispositivo de abertura da porta no sentido da evasão. E no sentido contrário não pode ter nenhum dispositivo de travamento da porta que impeça o funcionamento correto da barra antipânico.

Barra Antipânico Simples

Possui uma única barra acionadora e é utilizada em portas corta fogo com apenas uma folha.

Barra Antipânico Dupla

Com duas barras acionadoras é utilizada em portas corta fogo dupla, ou seja, que tenham duas folhas.

Barra Antipânico para porta de vidro

Tem as mesmas características das outras barras, mas são especialmente desenvolvidas para que sejam instaladas em portas de vidro, que são bem mais frágeis que o material galvanizado das portas de emergência normais.

Instalação de Porta Corta Fogo

A instalação deste tipo de porta deve ser feita por uma empresa especializada e qualificada. A instalação é muito mais complexa do que de uma porta comum e vários aspectos técnicos devem ser observados.

As portas de emergência devem ser instaladas no sentido da evasão. Os batentes devem ser preenchidos com areia e cimento, e se forem instalados em painéis, preenchidos com material isolante. As soleiras devem ser de material não combustível e as folgas nos vãos das portas devem respeitar as folgas previstas na NBR 11742.

Manutenção de Porta Corta Fogo

É de extrema importância para o bom funcionamento e conservação das portas, que seja feita uma manutenção preventiva regularmente. Isso se faz necessário especialmente nos casos em que as portas ficam localizadas em áreas de circulação.

Com o abre e fecha e o bate e bate das portas é essencial que seja feito o reaperto e lubrificação das dobradiças e ajustes de molas. Fechaduras e barras antipânico frequentemente ficam frouxas e perdem a capacidade de fechamento correto, devendo então serem substituídas.

O Sistema de fechamento automático das portas corta fogo é a parte mais delicada da manutenção pois se trata de um equipamento elétrico. É essencial que seja testado regularmente para ter a certeza de seu correto funcionamento. Sob hipótese nenhuma as portas podem correr o risco de não fecharem em caso de incêndio.

Dicas de bom uso e conservação das Portas Corta Fogo

  • Nunca tranque as portas corta fogo, com exceção as que não estão em rota de fuga, desde que possam ser abertas no sentido da evasão sem chave;
  • Nunca calce a porta utilizando-se de algum objeto. Elas devem permanecer fechadas a todo momento;
  • Se a rota de fuga também for usada como rota de passagem instale um sistema de eletroímã, isso evitará o bate e bate das portas;
  • Evite bater a porta, isso entorta sua estrutura e danifica as dobradiças e outros componentes.

Quer conhecer mais sobre prevenção e combate a incêndio?

Visite o Blog do AVCB e aprenda muito mais!

Entre em nosso site www.ofos.com.br para conhecer nossas soluções!

Visite nossas página no LinkedIn, Facebook e Instagram para interagir com a gente!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp WhatsApp - Fale Conosco