Manutenção de Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio

Escrito por Vítor Fernandes

Diretor na OFOS com mais de 10 anos de experiência no mercado de prevenção e combate a incêndios

A manutenção em sistema de alarme de incêndio é um dos aspectos mais importantes quando se trata da prevenção e combate a incêndios. Manter a manutenção preventiva em dia, é essencial para o bom funcionamento do sistema de detecção e alarme de incêndio.

Ao longo do texto, vou tratar sobre os seguintes tópicos:

  • O Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio
  • Manutenção em Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio
  • Pontos de atenção durante a Manutenção em Sistema de Alarme de Incêndio
  • Periodicidade das Manutenções
  • Laudo de Manutenção do Sistema de Alarme de Incêndio
  • Dicas para manter seu Sistema de Alarme e Detecção em dia
  • Plano de Manutenção Preventiva Mensal em PDF para Sistemas de Alarme de Incêndio

 Fique atento, ao final do artigo disponibilizamos um Plano de Manutenção Preventiva do Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio em PDF, que você pode usar no seu imóvel.

Espero que aproveite a leitura!


O Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio

O sistema de detecção e alarme de incêndio permite que o fogo seja detectado logo de início, através de seu monitoramento de forma remota. A central identifica onde o fogo está localizado, aponta na central e emite sinal sonoro e visual de alerta. Os ocupantes podem assim, evacuar o local, e os brigadistas agirem para controlar o incêndio.

Equipamentos de um Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio

Um sistema de detecção e alarme de incêndio é composto por diversos equipamentos, são eles:

  • Central de Alarme

    Dispositivo responsável por controlar todos os equipamentos periféricos. Em caso de início de sinistro com fogo, indica qual é o local e aciona os avisos audiovisuais.

  • Acionadores Manuais (Botoeiras)

    Pode ocorrer de os detectores não funcionarem, ou ainda, alguém identificar o incêndio antes do próprio detector. Nesse caso, é possível acionar o alarme manualmente através de alguma das botoeiras instaladas.

  • Detectores

    Fazem o monitoramento de um determinado espaço e enviam informações para a central. Os detectores mais comuns são os de fumaça e calor. Mas existem ainda detectores de gás, monóxido de carbono e outros.

  • Sinalizadores

    Servem para alertar os ocupantes do edifício. São sinais sonoros e luminosos (luz vermelha piscante), que devem cobrir todo o edifício.

Sistema Convencional X Sistema Endereçável

O sistema convencional é dividido por laços, que possuem mais de um detector em cada um. Um prédio de 3 andares por exemplo, pode ser dividido em 3 laços, um para cada andar, podendo assim, ser possível saber em qual andar está o problema.

Já o sistema endereçado tem cada um de seus detectores numerados. Dessa forma, é possível saber exatamente qual detector acusou falha ou fogo, e onde está localizado. O sistema endereçável é muito mais preciso que o convencional.

Se você quer conhecer mais sobre as variáveis de um sistema de detecção e alarme de incêndio, leia este outro texto que escrevi.

Manutenção em Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio

A manutenção preventiva no sistema de alarme de incêndio é de extrema importância para o seu correto funcionamento. Deve ser executada por técnicos treinados e habilitados. Por se tratar de um sistema eletrônico e sensível, a falta de manutenção, sem sombra de dúvidas, o deixará defeituoso ou até mesmo inoperante.

Manter a manutenção preventiva em dia, garante o bom funcionamento do sistema quando necessitado. Isso permite que os ocupantes do prédio sejam avisados, podendo evacuar o local e permitindo que a equipe de brigada entre em ação. Além disso, estende a vida útil dos equipamentos, evitando gastos com peças de reposição e manutenções corretivas custosas.

Muitas seguradoras estão apertando o cerco contra os segurados, quando o assunto é a prevenção e combate à incêndios. A NBR 17240 é a norma que regulamenta as instalações e manutenções em sistemas de detecção e alarme de incêndio, e caso não sejam seguidas, podem impedir o pagamento de apólice em caso de sinistro por fogo. Já é comum que exijam os laudos de manutenção, comprovando que as mesmas foram feitas no prazo e da forma correta.

Pontos de atenção durante a Manutenção em Sistema de Alarme de Incêndio

  • Central de alarme e detecção instalada em local com vigilância constante. É importante que esteja instalada em uma portaria por exemplo, onde pode ser vigiada. Caso esteja escondida, dificulta a ação dos ocupantes, pois só podem descobrir de onde o fogo vem, de forma visual.
  • Alarmes funcionando e audíveis. Faça testes e tenha certeza que estão em boas condições, além de serem audíveis em toda a área da edificação.
  • Faça manutenção dos detectores de fumaça com gás próprio. Não há necessidade de testar todos os detectores a cada 3 meses. O recomendado é testar 25% a cada 3 meses, totalizando 100% dos detectores de fumaça em 12 meses.
  • Acionadores funcionando e supervisionando. Teste as botoeiras de alarme e tenha certeza que estão supervisionando (conectadas a central). Assim quando uma delas for acionada, o local exato será indicado na central de alarme.
  • Baterias com autonomia mínima de 15 minutos.
  • Infraestrutura do sistema de material que não propaga fogo.

Periodicidade das Manutenções

Por conta de serem equipamentos elétricos, o recomendado é fazer a manutenção preventiva todos os meses, especialmente em áreas muito grandes, ou locais com risco de incêndio mais elevado. Apenas alguns testes e ensaios podem ser feitos a cada 3 meses, mas não podem ultrapassar mais que isso.

Alguns imóveis testam seus equipamentos apenas de forma anual, o que é muito preocupante. E em casos mais sérios alguns locais passam anos sem uma única verificação ou manutenção.

Laudo de Manutenção do Sistema de Alarme de Incêndio

O laudo de manutenção do sistema de detecção e alarme de incêndio deve ser, obrigatoriamente, renovado a cada 12 meses. É o laudo que comprova ao Corpo de Bombeiros que a manutenções foram realizadas de acordo. Sem o laudo não é possível renovar ou obter o AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.

O laudo deve ser assinado por um responsável técnico habilitado pelo CREA – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia ou pelo CAU – Conselho de Arquitetura e Urbanismo. Além disso, deve vir acompanhado de uma ART – Anotação de Responsabilidade Técnica (no caso de engenheiros) ou um RRT – Registro de Responsabilidade Técnica (no caso de arquitetos), assinada pelo mesmo responsável.

Dicas para manter seu Sistema de Alarme e Detecção em dia

Para uma verificação completa e total, você precisa de ajuda de profissionais qualificados. Mas vou passar algumas dicas básicas para te ajudar a manter seus equipamentos em dia:

  1. Faça vistorias periódicas para se certificar que os equipamentos estão onde deveriam estar.
  2. Veja se alguma das placas de sinalização se soltou e caiu.
  3. Confira se as botoeiras manuais de alarme e detecção estão supervisionando (luz de led verde piscando).
  4. Limpe bem os detectores de fumaça, para que fiquem livres de poeira.
  5. Fique de olho na central para ver se ela não acusa algum tipo de falha.

Contrate uma empresa de qualidade para fazer uma verificação profissional e completa no seu sistema. Desenvolva um plano de manutenção do sistema de combate a incêndio, para as necessidades específicas de sua empresa ou imóvel. Só assim seu patrimônio e os ocupantes do edifício podem estar 100% seguros.

Plano de Manutenção Preventiva em PDF para Sistemas de Alarme de Incêndio

Para facilitar a sua vida, estamos disponibilizando um plano de manutenção preventiva para sistemas de detecção e alarme de incêndio. Um plano que você poderá usar no seu imóvel para controlar melhor as manutenções e fazer de conforma correta. Esse é o primeiro de uma série que vamos lançar, então fique ligado no nosso Blog do AVCB.

Faça já o download na imagem abaixo!

Plano de Manutenção Preventiva para Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio

Quer saber mais detalhes?

Entre em nosso site www.ofos.com.br e visite nossas páginas no LinkedIn, Instagram e Facebook.

Gostou do que leu? Veja nos últimos artigos:

Manutenção de Sistema de Incêndio | A importância da manutenção preventiva e os cuidados que você deve ter

Incêndio na Cozinha | Como se prevenir

O incêndio nas Lojas Renner em 1976

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp WhatsApp - Fale Conosco